ondragstart='return false'> oncontextmenu='return false'> onselectstart='return false'> expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

domingo, 30 de janeiro de 2011

Saudade



Tantas tentativas e a noite acaba com uma lágrima que escorreu sem se quer ter razão...

E me sucumbindo diante dessa janela, vejo sorrisos e palavras bonitas e...
De repente acelerou, sem controle, meu coração. Deu um nó na garganta, suou toda a minha mão
Foi assim que me vi, sem ti, sem coração.


Esse moço é um bandido! Ele roubou meu coração
Foi pra longe e do nada volta quando quer.
A saudade que veio, foi pra ficar e quero ver o que é!

8 comentários:

  1. ‎"Quis chegar até o limite de uma paixão
    Baldear o oceano com a minha mão.. mas voltou a saudade e aí é pra ficar"

    ResponderExcluir
  2. O Mundo tá cheio de bandidos né?

    ResponderExcluir
  3. E se perfumou toda pra dormir, E se perfumou toda pra ninguém sentir...lembrou-se toda saudosa.. e fechou seus olhos

    ResponderExcluir
  4. É, filha, desse mal ninguém escapa.

    Tantas tentativas...
    ...me sucumbindo
    ...acelerou meu coração
    ...nó na garganta
    ...suou toda minha mão

    Familiar, familiar.
    Hahaha...
    Beijos.

    ResponderExcluir