ondragstart='return false'> oncontextmenu='return false'> onselectstart='return false'> expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

sábado, 25 de dezembro de 2010

O apogeu perfeito


Mais vinho, amor!
Embriagas-me sordidamente de ti
Dás-me de beber o líquido quente,
Como tua pele ardente, coração latente
Vertiginosamente, minha pouca surdez se totaliza
Já não ouço sequer uma palavra da tua boca
Pois teu olhar... Aah , esse teu olhar
Já é poesia diante de mim!
Poesia essa que verte dos lábios teus
E que perfuma os corredores por onde passo
Tudo que sinto é apenas a tua essência
Inexoravelmente singular!
Que faz sentir-me pena depois de um vendaval
Por fim,
Como a lua que encontra o mar,
São teus lábios ao encontrar os meus.
Assim é o apogeu perfeito.

Um comentário:

  1. Rayssinha, menina educada e culta!
    "Aah , esse teu olhar!"
    :)

    ResponderExcluir