ondragstart='return false'> oncontextmenu='return false'> onselectstart='return false'> expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

quarta-feira, 4 de maio de 2011

FOGO

Filmes e mais filmes teimam em passar na minha mente, só para lembrar-te.
Assim toda saudosa, me vejo perdida a procurar o que ainda falta. Sinto uma tranquila inquietude, talvez por saber que o fim ainda não chegou, mas os ponteiros não param de tic-taquear.
Não posso mais fingir que está tudo ok! que estou satisfeita!
-Também estou feliz!
-MENTIRA!
As palavras pela metade, a vontade de discar teu numero, a falta de coragem de olhar tuas fotos que ainda estão ao lado da minha cama. Preciso acreditar em pesadelos. Isso mesmo, P-E-S-A-D-E-L-O-S!
Como pode então fazer do meu coração assim... papel amassado? elevador apertado? criança se afogando?apartamento pegando fogo? FOGO?FOGO! Está pegando fogo dentro da minha casa! Já estou toda queimada. Salvei meus filhos e suas fotos; aquela camisa vermelha sua, também. As chamas estão cada vez mais altas, está queimando tudo por dentro. Tudo está virando pó.
Como assim? Acabei de ver... lá está seu coração. Você partiu e deixou-o aqui. Calma, tirei-o de perto do fogo, está salvo aqui bem ao lado do meu.

4 comentários:

  1. Tocante suas palavras, sinto que estou queimando também e sei o quanto é ruim amar em silêncio..

    Beijo!

    ResponderExcluir
  2. Mas, essa dor que arde apaga...
    ...posto que é chama.

    Como diz o poetinha.

    ResponderExcluir